Por que desenvolvimento Low Code vem ganhando popularidade?

Tenho certeza de que uma parte significativa dos assuntos ligados a tecnologia que você tem visto nos últimos tempos têm trazido temas ligados a Low Code e No Code.

Bem, Low Code e No Code são tecnologias que eliminam, ou pelos possibilitam uma redução significativa, a necessidade de grandes conhecimentos programáticos para que usuários comuns construam seus aplicativos ou suas soluções, respondendo rapidamente às necessidades de mudança das organizações.

Isto você já devia saber.

O que você talvez ainda não soubesse é que pesquisa conduzida pela Mendiz, intitulada “The Statte of Low Code 2021” descobriu que 77% das empresas em seis países já usam o Low Code pois identificaram nesta ferramenta, em função da nova realidade de mercado pandemia e pós pandemia, o melhor caminho para responder às constantes mudanças de mercado e como forma de instrumentalizar seus times que não são de TI, não só colaborarem na proposição das soluções, mas principalmente, poderem construir suas próprias soluções.

E por que Low Code e No Code tem ganhado tanto popularidade?

Parte da resposta está no próprio texto acima sobre a pesquisa. Mas o que mais têm feito cada vez mais empresas adotarem as ferramentas com abordagem Low Code e No Code como aceleradoras de seus processos digitais?

Vamos citar aqui 5 motivos:

1) Low code libera equipes de desenvolvimento de software para trabalhar em outros projetos. A pesquisa que citamos apontou que 51% dos desenvolvedores afirmam que metade de seus trabalhos diários poderiam ser feitos em uma plataforma com abordagem Low Code. Plataformas Low Code/No Code possibilitam que desenvolvedores possam lidar com as tarefas de desenvolvimento mais complexas, pois eliminam o tempo gasto com as programações mais simples.

2) Ao encurtar os ciclos de desenvolvimento, plataformas Low Code aceleram o tempo de colocação no mercado (Time to Market) de novos produtos, de mudanças estratégicas ou de reposicionamento de produtos ou serviços em seus mercados. Melhoram flexibilidade, agilidade e permitem que times possam se concentrar em inovações.

3) Democratiza o desenvolvimento e gerenciamento de aplicativos para as áreas “usuárias”, permitindo que os insights de negócios e operações sejam rapidamente transformados em soluções que possam ser consumidas pelos pacotes corporativos das empresas sem a necessidade de conhecimento programático ou dependência de TI ou fornecedores externos.

4) A pesquisa ainda aponta que 33% dos entrevistados afirmam conseguir acelerar suas estratégias digitais com o uso de IA, IoT e Big Data utilizando plataformas Low Code.

5) 59% dos entrevistados afirmam que Low Code é a principal ferramenta de colaboração entre negócios e TI.

Benefícios do Low Code e No Code

De um modo geral ferramentas de Low Code reduzem o tempo necessário para desenvolver novos aplicativos e soluções, reduz os custos de desenvolvimento, permitem que colaboradores menos qualificados (menos qualificados aqui se referindo à capacidade de conhecimento programático ou de TI), que são os realmente entendem os objetivos do negócio e suas necessidades, contribuam efetivamente na produção de aplicativos e soluções sem depender de desenvolvedores ou administradores de banco de dados.

Mas destacamos aqui dois benefícios que têm feito a diferença na competitividade das empresas que vêm se destacando em seus mercados: Agilidade para colocar seus novos produtos e estratégias em prática e acelerar seus processos de transformação digital.